quarta-feira, 28 de julho de 2010

Rastros

Ele chegou, sabia, ia ficar
Deixei-o entrar, encorajei a busca
Deixei-o achar meu coração, escondi a chave
Mas ele, sutil e calmamente,
A encontrou. Abriu, invadiu o espaço
E saiu, por fim, deixando um rubro rastro.
Não posso segui-lo, nem persegui-lo
Mas aquilo que ficou
Lá dentro, bem no fundo
Foi novamente fechado, aprisionado
Pois a chave, agora, já não me pertence...
Quando saiu, além dos seus vestígios,
Deixou trancado, de vez, com seus caprichos
Um coração, amor em forma de sementes...

terça-feira, 27 de julho de 2010

Ao amanhecer...

Saudade
Vontade de fazer tudo de novo,
De trazer felicidade em teu sorriso
Para abrandar este meu peito
Porque eu preciso é do teu jeito junto a mim,
É do teu beijo, assim, gostoso, na minha boca,
Dessa coisa nossa, louca, desse nosso poço de desejo...
Saudade
Vontade de viver tudo de novo:
A emoção de te esperar, e te ver chegar
Olhar a hora e saber que vou te ter tão perto
Já que é certo o teu perfume no meu ar...
E aí eu te respiro, e tiro qualquer medo da cabeça
Bem cedo acordo, pra te ver ao meu lado e ouvir teu sono
Reconhecendo, mais uma vez, o dono do meu segredo
Bem guardado em tua tez, em tua linda cor de sol nascendo...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Triste

Sinto a tristeza que ronda, escuta, espreita
Que procura a brecha, a greta, qualquer espaço
Pra me invadir, pra me fazer chorar
Não me deixar sorrir, só me deixar calar...
Eu tento, grito, fujo, mas volto ao começo
Minha garganta arde, tem sede, eu enfraqueço.
Respiro fundo, e fundo aperta o peito
E vem aquela sensação de que não há jeito, não há saída...
Dói a ferida velha, exposta, posta à prova
Machuca a vida, revive a antiga dor tão nova!
Não há desespero ou descontrole, só espero
Que mais uma vez a lágrima brote do meu rosto já cansado
De prantear os pesadelos, de velar os mortos,
De conversar com os fantasmas, de ouvi-los e vê-los...
Suo frio e quente, o coração já não suporta
A amargura em sua porta, querendo entrar de volta.
Ouço a primeira nota de uma calma sinfonia
E, no seu lúgubre compasso, passo a limpo a minha alma...

domingo, 25 de julho de 2010

Perdas e Danos

Sinto que o perdi, e para sempre...
Desfiz o laço, neguei o abraço. Me garanti?
Por que, então, a sensação de que eu minto
De que não posso - ou não quis - mais ser feliz?
Ao dar as costas pra você, fugi de mim
E do espelho, que me refletia em seu olhar...
Vi meu rosto, tão vermelho, todo exposto neste fim
Que dei - por medo, por insensatez, por covardia...
Agora o dia passa, a tarde escoa, é a vez da noite
E me atordoa a agonia, me arde o peito!
Sei que não há jeito, que a decisão já foi tomada;
Mas não houve solução real pra nada, e o que está feito
É a realidade que, de hoje em diante, me sufoca
É a lágrima que toca, devagar, o meu semblante
É a felicidade que exilei, distante, em algum lugar...

sábado, 24 de julho de 2010

Palavras do Mestre

E, questionado que foi sobre o Amor, disse o Mestre aos ouvintes:
"Ouçam com atenção as seguintes palavras mas, de antemão,
Já digo que um coração não bate igual em todas as gentes
E que cada batida compõe diferentes hinos, com instrumentos vários,
Que tocam em diversos campanários, e por quem dobram os sinos...

Pensem nas ondas do mar, que vêm e vão nos oceanos,
E nas nuvens do céu, impelidas pelo vento, soltas no firmamento...
São belas, simples, amorosas, Divinas criações que preenchem nosso olhar,
Tiram o gosto de fel das nossas vidas num momento, deixam perfume de rosas,
Abrandam, em cada movimento, nosso eterno turbilhão de emoções...

Assim, se real for o sentimento por que perguntam agora
Direi, sem demora, que é onde reside o ideal da existência, ou mais além...
Quando alguém finalmente o reconhece, diz, em tom profundo:
Sou feliz, deixei de andar perdido por esse mundo, a esmo
Encontrei, no ser amado, a melhor parte de mim mesmo..."

The fault was mine... (A culpa foi minha...)

Queridos amigos, sei que estou em falta
Por ficar tanto tempo em silêncio e "offline"...
Volto agora, com mais poesia em pauta,
So sorry... The fault was mine...

sábado, 10 de julho de 2010

Para meu sobrinho...

Bênção divina! Foi enviado à Terra
Rosto de anjo, iluminado, encerra
Um sonho especial... Transborda a alegria
No sorriso de cada um, que já prevê
O grande homem que você se tornará um dia!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Maroto, garoto... (Copa de 98)

Garoto de trinta
Que pinta, que deita
E rola na minha
Calma... Que agita,
Que grita o gol
Com a alma...
Que encosta a parede
Do peito em mim
Que atiça, que acende
Um calor sem fim...

Maroto, maduro
Que ri um sorriso
Que é beijo puro!
Ataca, e o lance
É desejo... Eu juro
Que vou. Se você quiser,
Eu quero... Essas mãos
Na nuca, esse arrepio
Frio. E eu? Maluca
Com o fogo seu...

domingo, 4 de julho de 2010

Meu algoz

Viajante da minha boca
Porto do meu sorriso
Cais do meu corpo, do meu barco
Flecha que retesa o meu arco...
Algoz da minha vida! Corda, piso em falso
E balanço na forca, na força do seu abraço
Apertado! Massagista oriental, me orientando:
Bússola, astrolábio, estrela-guia, Ursa Maior
Me levando no sentido norte-sul,
Azul, anil, meu céu de abril...
Vingança, pela borda do meu prato, fria
Eu a tomo, me satisfaço.
Laço de alçapão, minha armadilha,
Caçador que me seduz e eu, a mariposa, a caça,
Corro até você, para a luz, que me enlaça,
Amarra,
Ata,
Queima,
Mata...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Reminiscências

Findou-se o encanto...
Quebrou-se a última taça de cristal, e o champanhe
Como que irado pela fatal perda, borbulhou...
Desfez-se o mito...
Queimou-se a última carta de amor, e a flama
Como que animada pelo velho papel, reacendeu...
Rompeu-se a mágica...
Esqueceu-se da última nota da canção, e o instrumento
Como que calado pela súbita falta, silenciou...
Rasgou-se o véu...
Ressecou-se a última pétala da rosa, e a flor
Como que magoada pela água ausente, murchou...
Descortinou-se o mistério...
Emudeceu-se a última palavra de carinho, e o amante
Como que perdido pela fria noite, chorou...
Abriu-se o laço...
Perdeu-se o último beijo de calor, e a metade
Como que desfeita pelo feio corte, feneceu...